Secretaria da Cultura

Programação


Núcleo Experimental de Cinema | Ficção científica

O MIS traz uma nova oportunidade para quem deseja conhecer e participar de todas as etapas de uma produção cinematográfica. O Núcleo Experimental de Cinema do MIS, que estreou em 2016 com produção e finalização do filme de terror O Experimento, lança a nova convocatória do projeto. Desta vez, o gênero escolhido é ficção científica, voltada para descobertas, tecnologias avançadas e seus efeitos.

Interessados em cinema e audiovisual, produção compartilhada e D.I.Y (faça você mesmo) podem se inscrever na convocatória do Núcleo, que selecionará participantes para atuação nas mais diversas funções técnicas e criativas do cinema: diretor, produtor, roteirista, diretor de arte, editor/montador, diretor de fotografia, efeitos visuais/computação gráfica e edição de som/som direto. A execução do trabalho do Núcleo consistirá na produção coletiva e finalização de um curta-metragem de ficção científica, que será posteriormente exibido dentro da programação do MIS. Os selecionados também participarão de encontros com diretores e produtores de grande importância para o cinema nacional, com o objetivo de debater o processo criativo e de produção de um filme.

Inscrições - prorrogadas até 26.01

Clique aqui para acessar a Convocatória completa

Clique aqui para acessar a ficha de inscrição

Os pré-selecionados serão anunciados dia 30.01 nesta mesma página!
 

Sobre o Núcleo Experimental de Cinema do MIS

Criado em 2016, o projeto tem, como principais objetivos, incentivar a produção de curtas-metragens nacionais, contribuir para o aperfeiçoamento de novos produtores de conteúdo audiovisual e ser um espaço de convergência dos novos produtores com o cinema. A primeira edição, realizada entre março e junho deste ano, resultou na produção e finalização do filme de terror O Experimento - que não apenas foi exibido no Museu, como em outras importantes salas da capital paulista e, ainda, em festivais nacionais e internacionais: 3º Festival Curt''Arruda, de Portugal; Rio Fantastik (RJ); Morce-Go Vermelho - Goiás Horror Film Festival (GO); e 2º Petit Pavé – Mostra de Cinema Independente de Curitiba (PR). Confira o trailer oficial do filme: https://www.youtube.com/watch?v=-bj6by534mU.

Sobre os Workshops e os convidados
Jotagá Crema, roteirista e diretor. É um dos roteiristas e um dos diretores da série “3%”, primeira série Original Netflix brasileira.
Crema também foi um dos roteiristas e um dos diretores da série Experimentos Extraordinários, co-criou e desenvolveu o projeto Cinelab, co-criou e foi um dos roteiristas da série de animação S.O.S. Fada Manu. Foi diretor geral da série O Zoo da Zu.

Vera Hamburger, diretora de arte e cenógrafa de filmes como Carandiru (2002), Deus é brasileiro (2001), Castelo Rá-Tim-Bum (1999).
Atua, desde 1985, nas áreas da direção de arte e cenografia para teatro, dança, ópera, cinema e exposições, além de dedicar-se à pesquisa e ensino. Atuou como diretora de arte e cenógrafa, na realização de peças cinematográficas de longa metragem, ao lado de diretores como Hector Babenco, Walter Lima Jr., Cacá Diegues, Sérgio Rezende, Cao Hamburger, Tata Amaral e Eliane Caffée.

André Abujamra fará um bate-papo no MIS, sobre o seu percurso musical no cinema e a relação de seus projetos e suas composições para o cinema.
Cantor, compositor, multi-instrumentista e ator. Seu nome está em mais de 40 filmes brasileiros, muitos deles premiados, e o seu currículo acumula prêmios como, Candango, Kikito, Guarnicê, e o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Entre os filmes nacionais que assinou a trilha estão Bicho de 7 cabeças, Carandiru, Durval Discos, Domésticas, I Love Rio e o mais recente, Trinta, sobre a vida de Joãozinho Trinta, além da produção internacional mexicano Vozes Inocentes.

Para mais informações sobre a primeira edição, clique aqui.

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail: experimentalmis@mis-sp.org.br

 

Realização

  • Museu da Imagem e do Som
  •  
  • Museu da Imagem e do Som