Secretaria da Cultura

Programação


Cinematographo | Janeiro

Com o objetivo de resgatar a atmosfera das primeiras sessões de cinema, o MIS promove mensalmente o Cinematographo, que conta com projeção de filmes sonorizados por músicos ao vivo. Na primeira edição de 2017, os músicos Guilherme Chiappetta, Eduardo Contrera e Rafael Amaral sonorizam ao vivo o filme cult Koyaanisqatsi. Também conhecido como Koyaanisqatsi: Life Out of Balance, trata-se de um documentário impressionante que mostra a vida moderna em seu delicado equilíbrio.

Koyaanisqatsi: Life Out of Balance
(dir. Godfrey Reggio e Ron Fricke, EUA, 1982, 86’, Cor) O filme consiste primariamente de imagens de arquivos em câmera lenta e em timelapse, mostrando cidades e muitas paisagens naturais dos Estados Unidos. Sem narrações ou diálogos, Koyaanisqatsi nos mostra imagens de paisagens e vistas numa ordem crescente para produzir uma visão diferenciada da vida moderna. O nome do filme vem da língua dos índios Hopi que significa 'vida fora de equilíbrio' ou 'vida louca'. Para executar este filme, foram necessários sete anos e o resultado é uma feliz união entre a fotografia de Ron Fricke e a música de Philip Glass com a direção de Godfrey Reggio.

O filme é o primeiro da trilogia Qatsi: foi seguido por Powaqqatsi (1988) e Naqoyqatsi (2002). A trilogia mostra diferentes aspectos das relações entre humanos, natureza e tecnologia. Koyaanisqatsi é o mais conhecido dos três e é considerado um filme cult. Em 2000, Koyaanisqatsi foi selecionado para preservação pelo National Film Registry da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos como sendo "culturalmente, historicamente, ou esteticamente significante".

Sobre os músicos
Guilherme Chiappetta é baixista e produtor musical, é o nome por trás do grupo experimental África Lá Em Casa. Além dos quatro discos com o sexteto, é responsável pela produção de artistas diversos como Nuno Mindelis, Rancore e O Samba de Roda DaLua e Mestre Maurão. Realizou projetos no cinema, artes plásticas e dança.
Eduardo Contrera é percussionista, improvisador, músico cênico, compositor. Acompanhou: Parlapatões, Monica Salmaso, Edson Cordeiro, Aziza Mustaphah Zadeh e outros. Pioneiro da música contemporânea de raiz afro-brasileira com os percussionistas Paraná e Guelo, trabalha com improvisação livre desde os anos 1970 e trilhas ao vivo para cinema desde os anos 80.
 
Rafael Amaral é compositor e guitarrista Mestre em Composição Musical com Honors pela Boston University e Bacharel em composição pela Universidade de São Paulo. Rafael é idealizador e integrante do novo grupo Peixe Seco, um quarteto formado por Rabeca, Viola Caipira, Flauta de Pífano e Acordeon que possui um espetáculo baseado na obra literária Vidas Secas, de Graciliano Ramos.

Ingressos à venda na Recepção MIS e pelo site: www.ingressorapido.com.br

Siga o MIS nas redes sociais

Museu da Imagem e do Som

Av. Europa, 158, Jd. Europa

São Paulo - SP, Brasil

CEP 01449-000

11 2117 4777

Realização