Secretaria da Cultura

Programação


Steve Jobs, o visionário

Homem que impactou o mundo com sua personalidade e capacidade de inovação, Steve Jobs é o tema da exposição Steve Jobs, o visionário no Museu da Imagem e do Som. Realizada pela agência ítalo-brasileira Fullbrand e co-realizada pelo MIS, a mostra do gênio americano abre 15 de junho e permanece no Museu até o dia 20 de agosto. 

Na exposição, o público tem acesso ao rico universo de Steve Jobs. São 209 itens entre fotos, filmes, reportagens e produtos históricos que mostram a forma como pensava e criava uma das maiores personalidades do século XX.

Em Steve Jobs, o visionário, há um percurso estruturado por células narrativas – Espiritualidade, Inovação, Competição, Fracasso, Negócios e Sonho – concebido pelo escritório Migliore + Servetto Architects – traz uma experiência rica e profunda do universo de Jobs. O público tem acesso a centenas de pequenas e grandes inovações criadas por Jobs. Entre elas a peça mais rara da exposição: o Apple 1, fabricado em 1976, que foi adquirido em um leilão da Christie’s por U$ 213,6 mil, em novembro de 2010, por Marco Boglione, idealizador da exposição. Hoje, o computador já triplicou de valor. Outro destaque nesse tema é o Lisa, que, lançado em 1983, foi o primeiro computador pessoal a ter um mouse e uma interface gráfica - mas foi considerado como um dos maiores fracassos da Apple.

Os visitantes também têm acesso a uma sala dedicada às imagens inéditas de Jobs em sua vida cotidiana feitas por Jean Pigozzi, francês radicado em Nova York, fotógrafo de confiança do inventor.

A inspiração para a exposição surgiu a partir de uma mostra sobre o criador da Apple realizada na Itália, porém, o formato implantado no Brasil é totalmente original. Antes de São Paulo, a exposição passou pelo Rio de Janeiro, onde ficou em cartaz no Píer Mauá.

Com apresentação do Ministério da Cultura e Bradesco, Steve Jobs, o visionário conta ainda com patrocínio da Cielo e apoio da Superga.

Ingressos

- No dia 31 de maio, o MIS inicia a venda online de ingressos da exposição por R$ 18 (inteira) e R$ 9 (meia) exclusivamente pelo site da Ingresso Rápido (clique aqui).
-  A venda de ingressos para a exposição na Recepção do Museu começa apenas após a abertura da exposição no dia 15 de junho, por R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia), com validade apenas para o mesmo dia da compra.
- A entrada é gratuita às terças e os ingressos são distribuídos por ordem de chegada. Sujeito à disponibilidade e lotação do espaço.
Os bilhetes começam a ser vendidos/retirados a partir da abertura da bilheteria.
O número de ingressos por dia é limitado e está sujeito à disponibilidade. O acesso à exposição é liberado de hora em hora, também em número limitado. Lembrando que é proibida a entrada na exposição com qualquer mochila ou bolsa que ultrapasse o limite de 15cmx15cm. 

Aplicativo meCult 

Na entrada da exposição, o público pode fazer o download do aplicativo gratuito meCult, desenvolvido pela Fullbrand. O aplicativo, que usa a tecnologia Beacon, funciona como portal para acessar os conteúdos extras da mostra, e também como áudio guia e mapa das atrações. O app pode ser usado pelo público logo no início da exposição, na Linha do Tempo. Nela, as datas ativam conteúdos exclusivos de cada período permitindo ter uma visão completa da vida do Steve Jobs e também do contexto histórico da época em que Steve Jobs viveu.

Sobre Steve Jobs

Nascido em 1955 em São Francisco, no Estado da Califórnia (EUA), Steve Jobs foi dado para adoção pelos seus pais, que não tinham condição de criá-lo. Desde jovem demonstrou interesse e habilidade para inovar e, em 1976, fundou a Apple, empresa consagrada seguidas vezes como a mais valiosa do mundo. Jobs revolucionou o universo da tecnologia ao lançar produtos como o Macintosh, o iPod, o iPhone e o iPad. Em 1984, demitiu-se da Apple e fundou a NeXT, companhia especializada em desenvolvimento de softwares. Anos mais tarde, em 1996, a Apple comprou a NeXT e Jobs assumiu o cargo de CEO da gigante da tecnologia, onde permaneceu até 2011, quando renunciou ao cargo em função de um câncer. Morreu ainda em 2011, aos 56 anos, em decorrência da doença.

 

Siga o MIS nas redes sociais

Museu da Imagem e do Som

Av. Europa, 158, Jd. Europa

São Paulo - SP, Brasil

CEP 01449-000

11 2117 4777

Realização