Secretaria da Cultura

Programação


Cinema e Literatura LGBT: diversidade sexual da palavra escrita à imagem cinematográfica

O curso analisa 15 obras literárias e/ou teatrais de temática LGBT que foram adaptadas para o cinema nos últimos 60 anos. O objetivo é trazer à luz narrativas que buscaram a diversidade sexual e afetiva, sempre discutindo as diferenças entre as linguagens e revelando os processos de cada adaptação – refletindo sobre o que foi feito e quais os caminhos para o futuro dessa temática.

Entre os filmes analisados, estão O segredo de Brokeback Mountain, Azul é a cor mais quente, Morte em Veneza, O beijo da mulher-aranha, Teorema, O talentoso Ripley, Querelle e Cabaret – versões cinematográficas baseadas em obras literárias ou teatrais. Ao longo da atividade serão exibidos trechos de filmes e lidos trechos de obras literárias, provocando a análise e o debate entre os participantes.

Critério de seleção: ordem de chegada das inscrições.

Sobre os professores

Alexandre Rabelo é escritor, dramaturgo e roteirista. Com dupla formação em História e Letras pela USP, publicou seu primeiro romance, Nicotina Zero, em 2015, pela Editora Hoo, livro pelo qual ganhou o Prêmio Papomix da Diversidade, como melhor livro LGBT do ano. Ainda nesse ano, ganhou uma menção honrosa por sua coletânea de contos O espelho no escuro, no Prêmio Nascente, e, como dramaturgo, estreou a performance Anatomia do fauno, apresentada na SP Escola de Teatro, onde também organizou o curso de extensão Homo Eros, com workshops e palestras sobre literatura, cinema, teatro, performance e filosofia de expressão queer. O espetáculo também foi apresentado no Festival Mix Brasil de 2016, onde ganhou o prêmio especial Suzy Capó, pela primeira vez entregue a uma peça teatral.

Lufe Steffen é cineasta, roteirista e jornalista. É bacharel em Rádio e Televisão, teve passagem como jornalista pelas redações dos portais Mix Brasil, A Capa, iG e Virgula. Escreveu os livros O cinema que ousa dizer seu nome (Editora Giostri, 2016) e Tragam os cavalos dançantes (Dynamite Produções, 2008). Roteirizou, produziu e dirigiu dez curtas-metragens, além de dois longas: os documentários A volta da pauliceia desvairada (2012, sobre a noite LGBT de São Paulo na atualidade ) e São Paulo em hi-fi (2016, sobre a noite LGBT de São Paulo nas décadas de 1960, 70 e 80). Seu mais recente curta, Baile de formatura (2016), mescla ficção e documentário. Acaba de roteirizar e dirigir Cinema diversidade, série documental para TV, que será exibida pelo canal Prime Box Brazil – a série está em fase de montagem.

 

 Veja as condições dos Cursos MIS:

→ Cancelamento do curso ou mudança de datas
Se o número mínimo de inscritos não for alcançado ou em caso de imprevistos, o curso poderá ser cancelado ou ter datas e horários alterados. Nesse caso, a equipe MIS entrará em contato com todos os inscritos para informar.
 
→ Vagas remanescentes e lista de espera
Caso receba um e-mail informando que sua inscrição está numa lista de espera, aguarde o contato da equipe MIS até 07 (sete) dias antes do início do curso. Se não receber o e-mail com as orientações de matrícula dentro deste prazo, significa que não houve nenhuma desistência e que não há vagas remanescentes para do curso em questão.
 
→ Cancelamento de matrícula
Para cancelar sua matrícula e pedir reembolso do valor pago, envie um email com sua solicitação no prazo máximo de até 07 (sete) dias antes do início do curso. Será devolvido 80% do valor pago.
Se o cancelamento da matrícula for efetuado após o prazo de 07 (sete) dias, não haverá devolução do valor pago, mas o participante poderá indicar outra pessoa para sua vaga, que gozará dos 100% já pagos.
 
→ É proibido o acesso às salas de aula com mochilas/bolsas.
 
Para eventuais dúvidas, escreva para: labmis@mis-sp.org.br

Siga o MIS nas redes sociais

Museu da Imagem e do Som

Av. Europa, 158, Jd. Europa

São Paulo - SP, Brasil

CEP 01449-000

11 2117 4777

Realização