Secretaria da Cultura

Programação


Teorias da arte e estética: como pensar a arte contemporânea

O curso objetiva dispor o repertório da Estética, iniciando pelo aparecimento do conceito no século XVIII, no interior do Iluminismo europeu, quando estava remetido às experiências sensoriais provocadas pelo contato com o Belo. Retomar as reflexões filosóficas que se posicionaram na direção do fazer artístico, desde a antiguidade grega, modernidade e o contemporâneo. Nessa direção, iremos refletir sobre as visões de Platão, Aristóteles, Kant, Nietzsche, Benjamin, Adorno chegando à pós-modernidade.

O objetivo do curso é recuperar o repertório filosófico e da história da arte como meio de obtenção de subsídios para se pensar, compreender e melhor perceber o contemporâneo. Possibilitar o estabelecimento de relações entre as manifestações artísticas do contemporâneo a partir de suas remissões às heranças teórica e prática, especialmente ao fazer artístico no tempo e no espaço. Serão abordados os seguintes temas:

Platão: o Belo como uma ideia.

Aristóteles: A arte nos agrada.

O conceito de Estética: a experiência estética pode ser definida.

Kant: Arte é o que é por não servir para nada.

Nietzsche: os opostos se complementam.

Benjamin e Adorno: a arte como uma commoditie.

A pós-modernidade: o que é arte mesmo?

Critério de seleção: ordem de chegada das inscrições.

Sobre o professor

Fernando Amed é doutor em História pela FFLCH-USP (2008), onde também obteve o mestrado (2001), bacharelado e licenciatura (1986). É professor titular da Faculdade de Comunicação da Faap desde 2002, lecionando as disciplinas de Estética e Filosofia para os cursos de Publicidade e Propaganda, Rádio e TV, Cinema, Relações Públicas e Design, e também professor do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo desde 2001, lecionando as disciplinas de Estética e História da Arte para os cursos de Artes Visuais, Fotografia, Publicidade e Relações Públicas.  É organizador e professor do curso de História da Arte no Museu da Imagem e do Som (MIS) de São Paulo desde 2011 e coautor do livro A história dos tributos do Brasil (duas edições, 2001 e 2012) e autor de As cartas de Capistrano de Abreu: sociabilidade e vida literária na Belle Epoque carioca (2006) e Thomas Sowell: da obrigação moral de ser cético (2015). É autor de vários artigos em revistas acadêmicas. Seus principais objetos de estudo se concentram na análise do contemporâneo, estabelecendo um diálogo entre história, arte e estética, filosofia e literatura. Pesquisa, leciona e orienta nas áreas da história da arte, estética e filosofia. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5732831611339510.

 

 

 Veja as condições dos Cursos MIS:

→ Cancelamento do curso ou mudança de datas
Se o número mínimo de inscritos não for alcançado ou em caso de imprevistos, o curso poderá ser cancelado ou ter datas e horários alterados. Nesse caso, a equipe MIS entrará em contato com todos os inscritos para informar.
 
→ Vagas remanescentes e lista de espera
Caso receba um e-mail informando que sua inscrição está numa lista de espera, aguarde o contato da equipe MIS até 07 (sete) dias antes do início do curso. Se não receber o e-mail com as orientações de matrícula dentro deste prazo, significa que não houve nenhuma desistência e que não há vagas remanescentes para do curso em questão.
 
→ Cancelamento de matrícula
Para cancelar sua matrícula e pedir reembolso do valor pago, envie um email com sua solicitação no prazo máximo de até 07 (sete) dias antes do início do curso. Será devolvido 80% do valor pago.
Se o cancelamento da matrícula for efetuado após o prazo de 07 (sete) dias, não haverá devolução do valor pago, mas o participante poderá indicar outra pessoa para sua vaga, que gozará dos 100% já pagos.
 
→ É proibido o acesso às salas de aula com mochilas/bolsas.
 
Para eventuais dúvidas, escreva para: labmis@mis-sp.org.br

Siga o MIS nas redes sociais

Museu da Imagem e do Som

Av. Europa, 158, Jd. Europa

São Paulo - SP, Brasil

CEP 01449-000

11 2117 4777

Realização