Secretaria da Cultura

Circumstances/Circunstâncias




  • Um dos precursores da videoarte mundial, Gary Hill apresenta uma mostra impactante, em que palavra e imagem se combinam e se confrontam. A exposição Circumstances/Circunstâncias é composta por cinco videoinstalações sendo Unconditional Surrender um site specific especialmente criado para o MIS. A obra é o primeiro trabalho do artista realizado totalmente com técnicas de computação digital.

    No espaço expositivo, Viewers confronta o espectador com uma longa fila de homens silenciosos, estabelecendo um tempo em que o visitante passa a se sentir o objeto visitado e observado. Up Against Down mostra membros do corpo do artista que pressionam fortemente uma parede preta envidraçada; é onde a tensão de um corpo se torna insustentável para o visitante, cujo ponto de vista se torna o corpo do outro.

    Já Wall Piece cria uma poética no limite da cognição, uma vez que não se sabe se o espectador atentará ao que é ferozmente dito ou ao impacto sensorial que pode impedi-lo de construir as lacunas entre as palavras.  Language Willing mostra a ideia de manipulação da linguagem levada à mais firme das metáforas  ao trazer duas mãos que giram discos de tecido florido como se recitassem/dublassem uma poesia.

    Temas centrais da carreira do artista estão presentes nos trabalhos selecionados pelo curador Marcello Dantas, como enfrentamento entre linguagem e experiência fenomenológica, sua singular noção do outro (para ele, “a arte é a quintessência da alteridade”) e ainda a relação entre linguagem, imagem, identidade e corpo. Nas obras expostas, Hill aproveita a capacidade do vídeo para criar narrativas complexas e não-lineares, exigindo muitas vezes um engajamento ativo por parte do público, seja para criação de significados, seja através de uma inversão de papéis entre quem vê e quem é visto.

    No dia da abertura, o curador Marcello Dantas fará uma visita guiada pela exposição às 19h. Haverá uma palestra com o artista em data a ser divulgada em breve.

    Sobre Gary Hill
    Gary Hill (Califórnia, 1951) é um dos artistas que melhor compreendeu e mais habilmente soube promover a integração entre a arte e as novas tecnologias. Começou sua carreira como escultor para, nos anos 70, explorar as possibilidades do vídeo em Woodstock – numa época em que se discutia a descentralização da produção e a possibilidade da criação independente em comunidades alternativas -–, ele vem desenvolvendo uma constante e impactante obra. Também promove uma estimulante combinação de meios, na qual a comunicação com o espectador/participante é imediata.

  • Eventos relacionados

Realização

  • Museu da Imagem e do Som
  •  
  • Museu da Imagem e do Som