Secretaria da Cultura

Programação


Notas Contemporâneas

Abrindo a temporada de 2012, o programa Notas Contemporâneas recebe o compositor Gilberto Mendes, com um espetáculo ao vivo, onde serão gravados depoimentos do compositor por meio de entrevista realizada por Irineu Franco Perpétuo e apresentadas peças representativas de sua produção. A apresentação conta com os pianistas Beatriz D’Aléssio, Maurício De Bonis e Maestro Luiz Gustavo Petri; e as sopranos Taís Bandeira, Heloisa Petri e Carolina Di Comi.

O Notas Contemporâneas realiza a captura de depoimento oral, mídia esta que se destaca no Acervo MIS ao longo dos seus 40 anos. O projeto atual, com curadoria de Cleber Papa, irá coletar registros orais de artistas da música erudita contemporânea. Na primeira edição de 2012, Gilberto Mendes, um dos mais expressivos compositores brasileiros aborda sua trajetória musical de estilo instigante e inovador e revela o porquê é considerado o mais prestigiado nome da chamada música nova. 
 
Antes do espetáculo, o público poderá acompanhar uma apresentação do artista acompanhado de uma conversa com um jornalista com o compositor a respeito da sua carreira e da música erudita. A gravação acontece no dia 8 de novembro, terça-feira, às 20h30.
 
Sobre Gilberto Mendes
Compositor paulista (13/10/1922-). Um dos pioneiros da música experimental aleatória e do teatro musical no Brasil. Gilberto Ambrósio Garcia Mendes nasceu em Santos, estudou música com Claudio Santoro e Olivier Toni. No início de carreira, adotou o nacionalismo musical e utilizou o folclore como base para o trabalho de composição. Mais tarde se dedicaria apenas à pesquisa musical de vanguarda. Viajou nos anos 50 para a Alemanha, onde estudou composição. Teve aulas com Pierre Boulez e Karlheinz Stockhausen. 
 
De volta ao Brasil, Em 1962, Gilberto Mendes fundou o Festival de Música Nova de Santos, o mais antigo em seu gênero em toda a América e é seu diretor artístico e programador do festival Música Nova de Santos. Como professor convidado e compositor residente, deu aulas na The University of Wisconsin-Milwauke, na qualidade de University Artist 78/79 e Tinker Visiting Professor. Em 1980, passou a ser professor do departamento de música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Entre suas peças se destacam Nasce-Morre, música aleatória feita com texto de poesia concreta de Haroldo de Campos, Beba Coca-Cola, música para coral com texto de poesia concreta de Décio Pignatari, e Ulisses em Copacabana. 
 
Faz também trabalhos audiovisuais, como Cidade. Sua produção mais recente é influenciada pela tendência da “nova consonância”, que retoma características das músicas tonais e modais. Sua obra é tocada nos 5 continentes, desde concertos para orquestra como Santos Football Music e o Concerto para Piano e Orquestra Saudades do Parque Balneário Hotel, Ulysses em Copacabana Surfando com James Joyce e Dorothy Lamoura, Longhorn Trio, Rimsky; até peças para coro como Ashmatour, o Anjo Esquerdo da História, Vila Socó Meu Amor. 
 
Sobre os artistas
Taís Bandeira:
-A Tecelã  (1955) Poema de Antonieta Dias de Morais Dedicado para Andréa
Kaiser e Rubens Ricciardi
-Lamento (1956) Poema Tchulvan (320 – A.C.) Dedicado para Andréa Kaiser e
Rubens Ricciardi
-A mulher e o Dragão (1967) Fragmento de “O APOCALIPSE” de São João Dedicado
a Yuri Serov
 
Heloísa Petri:
-Desencontros (1995) Poema de José Paulo Paes À memória de Kurt Weill. À
lembrança de Gilberto  Mendes. Para Rosana Lamosa
-Amplitude (1999) Poema de Alberto Martins Dedicado  à Rosana Lamosa e Rubens
Ricciardi
-O Trovador (1993) Poema de Mário de Andrade Dedicado à Martha Herr
Acompanha especialmente ao piano Taís e Heloísa: Luís Gustavo Petri
Caroline de Comi:
-A hora cinzenta (1951/52) Poema de Raul de Leoni Dedicado à Maria Cecília de
Oliveira e Antonio Eduardo
-Felicidade II (1951/52) Poema de Raul de Leoni Dedicado à Maria Cecília de
Oliveira e Antonio Eduardo
-Poeminha poemeto poemeu poesseu poessua da flor (1984) Poema de Décio
Pignatari Dedicado à Eladio Perez González
-Sol de Maiakowski (1995)  Poema de Augusto de Campos Dedicado à Victória
Evtodieva
-Mais uma vez (1999) Poema Carlos Ávila
Dedicado à Fernando Portari e Rubens Ricciardi
Pianista: Mauricio De Bonis
 
Entrevistador: Irineu Franco Perpétuo

Siga o MIS nas redes sociais

Museu da Imagem e do Som

Av. Europa, 158, Jd. Europa

São Paulo - SP, Brasil

CEP 01449-000

11 2117 4777

Realização