Secretaria da Cultura

Seleção e Editais


Experiência pioneira em uma instituição pública brasileira, o LABMIS, Laboratório de Novas Mídias do Museu da Imagem e do Som, foi criado como um espaço de reflexão, intercâmbio de conhecimento e experimentação em novas tecnologias. Para estimular a produção artística e a inovação nos usos criativos de plataformas tecnológicas contemporâneas, o LABMIS promove residências artísticas nacionais e internacionais.

Na Residência LABMIS, os artistas selecionados têm acesso à infraestrutura do espaço e suporte de orientadores e técnicos, visando ao desenvolvimento de suas pesquisas. Os participantes também recebem hospedagem e auxílio para transporte e alimentação. Além disso, recebem uma apreciação crítica de sua produção por parte de um especialista, participam de encontros públicos de discussão e têm seus trabalhos exibidos na Mostra LABMIS e incluídos em um catálogo da coleção MIS.

A primeira edição do Programa, realizada em 2009, contemplou Anaisa Franco, Claudio Bueno, Guilherme Lunhani e a dupla Felipe Sztutman e Rodrigo Bellotto. O júri então contou com Juliana Monachesi, Ruggero Ruschioni e Gisela Domschke na pré-seleção e Angélica de Moraes, Priscila Arantes, Rejane Cantoni e Wilson Sukorski na seleção final. Confira a primeira mostra de resultados da Residência LABMIS.

Já o edital de 2010, que recebeu projetos de 14 estados brasileiros, teve pré-seleção a cargo de Marcelo Bressanin, Nancy Betts e Sérgio Basbaum e comissão de seleção final composta por Priscila Arantes, Christine Mello e Daniela Kutschat. O grupo Al Revés (Alexandre Marino Fernandez e Rafael de Marchi Gherini Molla), Celina Portella, Denise Agassi e Ricardo Nascimento foram os selecionados e apresentarão seus trabalhos na Mostra LABMIS, que tem abertura prevista para novembro de 2010. Conheça os projetos selecionados.

O edital Residência LABMIS 2011 selecionou quatro projetos: a instalação imersiva Digital interruption, do Coletivo Zilch; Biohappenings, projeto audiovisual de Pedro de Freitas Veneroso; a instalação audiovisual A floresta, da Banda Esquizofônica; e a instalação De novo Ercília, que propõe um espaço vestível sonoro, de Graziele Lautenschlaeger e Digwu.

Já em 2012, o projeto selecionou quatro artistas para desenvolver seus respectivos trabalhos, além de promover intercâmbio internacional entre instituições e artistas. São eles: André Asai e Maria Luísa Risi, com o projeto Maldita Parede; Eduardo Soares com o projeto {trapezios}, Cesar Garcia com o projeto Fototímidos e Paula Dager com o projeto Paisagens Troposcópicas. Confira os resultados da Residência LABMIS 2013.

AnexoTamanho
labmis_englishinfo.pdf62.75 KB
convocatoria_residencia_labmis_2013_final.doc124 KB
ficha_de_inscricao_residencia_labmis_2013_final.doc55 KB
fichadeinscricao_residencia_internacional.doc62.5 KB
convocatoria_residencia_internacional_labmis_2013_final.pdf60.3 KB