handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!
[CURSO MIS ]

A História do Cinema de Horror Brasileiro - 4 módulos

INSCREVA-SE

O curso apresenta um panorama do horror nacional ao longo de quase noventa anos da produção do gênero no país. Desde as primeiras comédias de fantasmas, os melodramas góticos e as histórias infantojuvenis com bruxas e assombrações, o curso mostra como elementos horroríficos foram inseridos e assimilados na produção audiovisual nacional, desenvolvendo uma tradição de gênero no Brasil que tem identidade própria e não pode ser comparada diretamente com modelos estrangeiros (em especial, o do cinema comercial hollywoodiano). 

O desenvolvimento do horror no país ganha alma própria a partir dos anos 1960, com o blasfemo e violento personagem Zé do Caixão, criado pelo cineasta paulista José Mojica Marins, fazendo o gênero se popularizar e desdobrar-se em inúmeras vertentes. O cinema experimental inseriu elementos macabros e mórbidos para criar obras instigantes e ousadas, originando reflexões do horror que iam do absurdo ao ofensivo, da crueldade à poesia. 

O deboche tipicamente brasileiro transformou o ‘terror’ no ‘terrir’, o susto com riso, a marca do cineasta carioca Ivan Cardoso, diretor de “Nosferato no Brasil”, “O segredo da múmia” e outras comédias de monstros. 

No século 21, o advento do cinema digital possibilitou a democratização na produção audiovisual e abriu caminho para banhos de sangue nas telas (grandes e pequenas), revelando realizadores como Rodrigo Aragão, Paulo Biscaia Filho, Juliana Rojas, Marco Dutra, Marcos DeBrito, Anita Rocha da Silveira, Gabriela Amaral Almeida, Dennison Ramalho, Guto Parente, Petrus Cariry, Kleber Mendonça Filho, Armando Fonseca, Kapel Furman, Alice Furtado e tantos outros que, nos últimos dez anos, têm tornado o gênero do horror um assunto recorrente na mídia e tema de alguns dos filmes mais impactantes da produção brasileira recente.  
  
MÓDULO 1 – Fantasmas, maldições e os perigos da selva: décadas de 1930 a 1960  
Aula 1 | Introdução ao horror nacional, os subgêneros e temas e as primeiras experiências no fantástico e insólito 
Aula 2 | Comédias assombradas: os espectros cômicos e debochados de “O jovem tataravô” e “Fantasma por acaso”  
Aula 3 | Casarões sombrios, mistérios de família e segredos macabros: os melodramas góticos dos anos cinquenta 
Aula 4 | Terrores para exportação: as coproduções internacionais e os filmes de aventura violenta na selva 
  
MÓDULO 2 – Cemitérios, possessões e monstruosidade tropical: décadas de 1960 e 1970  
Aula 1 | O estranho cinema de Zé do Caixão: a mente alucinada do mestre do horror nacional, José Mojica Marins  
Aula 2 | Os monstros do udigrúdi: o cinema provocativo e disruptor de Bressane, Sganzerla e Cavalleiro 
Aula 3 | A estética do abjeto: o imaginário do horror e da morte no cinema de invenção e experimental.  
Aula 4 | As flores do mal: o horror barroco e poético de Carlos Hugo Christensen e o cinema diabólico nacional.  
  
MÓDULO 3 – Monstros debochados e morbidez na pornochanchada: décadas de 1970 e 1980  
Aula 1 | Falando com espíritos: o horror existencialista e o vazio da morte em Walter Hugo Khouri e Jean Garrett.  
Aula 2 | Os assassinos da Boca do Lixo: o terror erótico e os maníacos e psicopatas reais levados às telas.  
Aula 3 | Teratologia tropicalista: múmias, vampiros e lobisomens na obra do ‘terrírvel’ Ivan Cardoso.  
Aula 4 | O horror na retomada: o cinema fantástico no underground e produções estrangeiras filmadas no Brasil.  
  
MÓDULO 4 – Zumbis, psicopatas, vampiresas e bebê lobisomem: décadas de 1990 a 2020  
Aula 1 | Monstros, psicopatas e banhos de sangue: o terror de Rodrigo Aragão, Dennison Ramalho, Kapel Furman etc.  
Aula 2 | A contemplação da morte: medo e desespero em Marco Dutra, Juliana Rojas, Anita Rocha da Silveira etc.  
Aula 3 | O horror invade todas as plataformas: a produção de séries de televisão, antologias, festivais e mostras.  
Aula 4 | Um gênero vivo: a relevância e permanência do horror como retrato cultural, social e político. 

  • Sobre o professor Carlos Primatiadd

    Carlos Primati é jornalista, crítico, tradutor e pesquisador, especializado no gênero fantástico, inclusive a cena brasileira de horror e fantasia, desde Zé do Caixão e Ivan Cardoso até a produção contemporânea. Ministrou uma aula magna na mostra de Alfred Hitchcock no CCBB em São Paulo, em 2011, e colaborou com a retrospectiva completa do cineasta em Belo Horizonte, em 2013. É organizador, juntamente de Beatriz Saldanha, da antologia “Única”, primeira publicação brasileira dedicada exclusivamente a estudar a obra de Hitchcock.  

  • Condições dos cursos MISadd

    → Aulas gravadas
    As aulas acontecem on-line, ao vivo (pelo Zoom), e a gravação pode ser acessada por até uma semana após o último encontro, mediante solicitação. Para receber o certificado de conclusão, é necessário estar presente em 75% das aulas ministradas.

    → Cancelamento do curso ou mudança de datas
    Se o número mínimo de inscritos não for alcançado ou por motivos de caso fortuito ou força maior, o curso poderá ser cancelado ou ter datas e horários alterados. Nesse caso, a equipe MIS entrará em contato com todos os inscritos (por e-mail) para passar as informações necessárias.

    → Problemas técnicos
    Caso ocorra algum problema técnico que impeça a realização da aula, entraremos em contato com os alunos por e-mail informando a providência que será tomada em conjunto com o professor e a equipe do MIS.

    → Cancelamento de matrícula
    Para cancelar sua matrícula e pedir reembolso do valor pago, envie um e-mail com sua solicitação no prazo máximo de até sete dias após a compra. Caso a realização desta compra tenha acontecido em tempo inferior a sete dias do início do curso, o cancelamento fica limitado a 48 horas antes do início do curso
    Se o cancelamento da matrícula for efetuado após os prazos acima indicados, não haverá devolução do valor pago, mas o participante poderá indicar outra pessoa para sua vaga, que gozará dos 100% já pagos.
    Cursos ofertados como combo não concedem o direito de reembolso por módulos após o início do primeiro módulo, já que, após a venda, ela se torna indisponível, impossibilitando que outro interessado faça a compra.

    → Certificado
    Para receber o certificado de participação, é necessário assistir a 75% das aulas ministradas. O certificado será enviado no prazo de até 10 dias úteis para o -email cadastrado no ato da matrícula.

    → Desconto para pessoas a partir de 60 anos
    A pessoa que irá fazer o curso deve ter 60 anos ou mais para ter direito ao desconto de 50% no valor, independentemente da idade da pessoa que adquiriu o curso, caso não seja o próprio aluno que tenha adquirido e feito o pagamento.

    → 10% de desconto após a 1ª compra (cupom MIS10OFF)

    → 30% de desconto na compra do 6º curso. Cursos comprados a partir de junho de 2021 (enviar e-mail para cursos@mis-sp.org.br)

    → Gratuidade na compra do 11º curso. Cursos comprados a partir de junho de 2021

    → 50% de desconto para professores da rede pública de ensino do Estado de São Paulo (enviar e-mail para cursos@mis-sp.org.br com cópia do holerite atual mais documento de identidade. Limitado a 5 vagas por curso)

    Para eventuais dúvidas, escreva para: cursos@mis-sp.org.br

Galeria de Fotos

Governo do Estado de SP