handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!
[CURSO MIS ]

As cineastas do horror: Das pioneiras às realizadoras contemporâneas

INSCREVA-SE

O curso traça a trajetória das mulheres na direção de cinema de horror, começando por uma certa “pré-história” em que o lugar da mulher na produção cinematográfica como um todo será contextualizado. Da mesma maneira, é discutida a contribuição de pioneiras do cinema silencioso e de cineastas vanguardistas e experimentais para o horror e o insólito. Em seguida, o curso aborda uma continuidade da produção setentista de exploração adentrar os anos 1980, além de uma maior internacionalização do horror, com filmes realizados na Europa, Ásia e Oceania. 

As aulas ainda abordam a produção nacional, que, embora incipiente no início, é hoje um dos grandes destaques no cinema brasileiro, quase sempre autoral; bem como traz para debate a obra de cineastas de outros países da América Latina. 

Por fim, o curso mergulha na efervescente filmografia do século 21, em franca ascendência, especialmente nos últimos anos, com a popularização de lançamentos direto para streaming e em filmes de mulheres em grande parte de origem acadêmica, com grande aceitação nos maiores e mais tradicionais festivais de cinema ao redor do mundo, como Cannes e Sundance.  

Aula 1 | O terror no cinema clássico e na vanguarda 
Filme analisado: “O mundo é culpado” (dir. Ida Lupino, 1950) 
- Introdução: o papel das mulheres nos primórdios do cinema  
- As contribuições de Alice Guy, Luise Fleck, Germaine Dulac e Maya Deren  
- O cinema independente e pujante nas tramas de suspense de Ida Lupino

Aula 2 | O horror nos filmes eróticos e de exploração 
Filme analisado: “Vingança macabra” (dir. Roberta Findlay, 1985) 
- Os filmes de exploração de Roberta Findlay e Doris Wishman  
- Um jantar sangrento: o alucinante cult de canibalismo de Jackie Kong  
- Stephanie Rothman e outras diretoras lançadas por Roger Corman  
- Mulheres no slasher: “The Slumber Party Massacre” e seus desdobramentos    

Aula 3 | O terror pop dos anos 1980/1990 e as produções em vídeo 
Filme analisado: “Cemitério maldito” (dir. Mary Lambert, 1989)  
- “Cemitério maldito”: o maior clássico de horror dirigido por uma mulher  
- “Quando chega a escuridão” e seu legado aos filmes de vampiro outsiders  
- “Reflexo do demônio”, “Sonhos mortais” e outras produções para videolocadoras   

Aula 4 | O horror autoral feito na Europa e na Oceania 
Filme analisado: “Desejo e obsessão” (dir. Claire Denis, 2001) 
- Věra Chytilová, Agnieszka Smoczynska e outras diretoras da Europa Central  
- As francesas Claire Denis, Julia Ducournau, Marina de Van e o cinema do corpo  
- Antonia Bird, Ann Turner, Tracey Moffat: cineastas anglófonas para além dos EUA 

Aula 5 | Cineastas asiáticas e diretoras negras pioneiras 
Filmes analisados: “Organ” (dir. Kei Fujiwara, 1996) e “Welcome II the Terrordome” (dir. Ngozi Onwurah, 1995)  
- O cinema brutal das taiwanesas Pearl Chang Ling e Karen Yang  
- Kei Fujiwara, Mari Asato, Shimako Sato e outras cineastas japonesas  
- A brilhante obra de terror de Ann Hui outros talentos vindos da Ásia  
- Eloyce Gist, Ngozi Onwurah, Kasi Lemmons e outras diretoras negras pioneiras  

Aula 6 | As diretoras de horror latino-americanas 
Filme analisado: “A sombra do pai” (dir. Gabriela Amaral Almeida, 2019)  
- Rosângela Maldonado e o cinema popular da Boca do Lixo paulistana 
- O horror de Gabriela Amaral Almeida, Juliana Rojas e Anita Rocha da Silveira  
- As realizadoras mexicanas Isela Vega, Issa López e Gigi Saul Guerrero  
- Natalia Meta, Claudia Llosa, Agustina San Martín e outras cineastas latinas  

Aula 7 | A primavera das novas diretoras de horror 
Filme analisado: “O Babadook” (dir. Jennifer Kent, 2014)  
- Os novos clássicos “Psicopata americano” e “Garota infernal” 
- As obras de Veronika Franz, Jennifer Kent, Anna Biller e Ana Lily Amirpour  
- Leigh Janiak: adentrando a gigante Netflix com “Rua do Medo”  
- Welcome to the Blumhouse e o fenômeno das produções para streamings   

Aula 8 | A promissora geração do terror do século 21 
Filme analisado: “Santa Maud” (dir. Rose Glass, 2020)  
- O horror reconhecido como gênero legítimo por festivais tradicionais  
- Mariama Diallo, Nikyatu Jusu, Mati Diop e o olhar decolonial  
- Nia DaCosta, Rose Glass, Prano Bailey-Bond e outras cineastas promissoras 

  • Sobre a professora Beatriz Saldanhaadd

    Beatriz Saldanha é pesquisadora, crítica, curadora e realizadora cearense radicada em São Paulo, escreve regularmente sobre filmes de horror para encartes de homevideo, catálogos de mostras e livros, entre eles um capítulo sobre as diretoras brasileiras de horror para a publicação para a publicação “Mulheres atrás das câmeras” (Abraccine). Doutoranda em Comunicação Audiovisual pela UAM com pesquisa sobre horror francês, escreve sobre o gênero para a revista eletrônica Les Diaboliques. Integrou curadorias e júris de diversos festivais pelo país e realizou a mostra “Les Diaboliques: Diretoras de horror 1980-1999".

  • Condições dos cursos MISadd

    → Aulas gravadas
    As aulas acontecem on-line, ao vivo (pelo Zoom), e a gravação pode ser acessada por até uma semana após o último encontro, mediante solicitação. Para receber o certificado de conclusão, é necessário estar presente em 75% das aulas ministradas.

    → Cancelamento do curso ou mudança de datas
    Se o número mínimo de inscritos não for alcançado ou por motivos de caso fortuito ou força maior, o curso poderá ser cancelado ou ter datas e horários alterados. Nesse caso, a equipe MIS entrará em contato com todos os inscritos (por e-mail) para passar as informações necessárias.

    → Problemas técnicos
    Caso ocorra algum problema técnico que impeça a realização da aula, entraremos em contato com os alunos por e-mail informando a providência que será tomada em conjunto com o professor e a equipe do MIS.

    → Cancelamento de matrícula
    Para cancelar sua matrícula e pedir reembolso do valor pago, envie um e-mail com sua solicitação no prazo máximo de até sete dias após a compra. Caso a realização desta compra tenha acontecido em tempo inferior a sete dias do início do curso, o cancelamento fica limitado a 48 horas antes do início do curso
    Se o cancelamento da matrícula for efetuado após os prazos acima indicados, não haverá devolução do valor pago, mas o participante poderá indicar outra pessoa para sua vaga, que gozará dos 100% já pagos.
    Cursos ofertados como combo não concedem o direito de reembolso por módulos após o início do primeiro módulo, já que, após a venda, ela se torna indisponível, impossibilitando que outro interessado faça a compra.

    → Certificado
    Para receber o certificado de participação, é necessário assistir a 75% das aulas ministradas. O certificado será enviado no prazo de até 10 dias úteis para o -email cadastrado no ato da matrícula.

    → Desconto para pessoas a partir de 60 anos
    A pessoa que irá fazer o curso deve ter 60 anos ou mais para ter direito ao desconto de 50% no valor, independentemente da idade da pessoa que adquiriu o curso, caso não seja o próprio aluno que tenha adquirido e feito o pagamento.

    → 10% de desconto após a 1ª compra (cupom MIS10OFF)

    → 30% de desconto na compra do 6º curso. Cursos comprados a partir de junho de 2021 (enviar e-mail para cursos@mis-sp.org.br)

    → Gratuidade na compra do 11º curso. Cursos comprados a partir de junho de 2021

    → 50% de desconto para professores da rede pública de ensino do Estado de São Paulo (enviar e-mail para cursos@mis-sp.org.br com cópia do holerite atual mais documento de identidade. Limitado a 5 vagas por curso)

    Para eventuais dúvidas, escreva para: cursos@mis-sp.org.br

Galeria de Fotos

Governo do Estado de SP