handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!
Cidadão SP
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp

O MIS e o MIS Experience estão com as atividades presenciais suspensas.

[CURSO MIS ]

Da literatura para o cinema: a arte da adaptação

Embora a literatura seja uma arte com mais de cinco mil anos, e o cinema tenha apenas 124 anos de existência, essas duas formas de arte estão umbilicalmente conectadas praticamente desde a invenção sétima arte, em 1895. A primeira adaptação literária de que se tem notícia é o curta Cinderela, filmado por Georges Méliès em 1899. Desde então, um livro se tornar filme tornou-se uma tradição. Para se ter uma ideia, até meados dos anos 2000, cerca de 85% dos vencedores do Oscar de melhor filme eram adaptações, seja de livros, peças de teatro ou fatos reais. O mesmo vale para as séries de TV: 80% delas tinham origem em livros, peças ou fatos.

Mas transformar palavras em imagens é um processo espinhoso e nem sempre bem-sucedido.

A proposta deste curso é procurar conhecer um pouco mais desse processo, entender suas possibilidades e suas armadilhas, as diferenças e semelhanças em imagem e texto, estilos narrativos dos escritores e como a montagem funciona nos dois meios. Para tanto, uma das ferramentas do curso é a leitura em sala de aula de trechos de livros que se tornaram filmes, como O poderoso chefão, Psicose, Um corpo que cai, Blade Runner, Harry Potter, Os bons companheiros, A marca da maldade e Atire no Pianista, seguidos da exibição das respectivas cenas dos filmes para comparação dos resultados, bem como discussão das necessidades específicas de cada livro abordado.

Aula 1 | Breve introdução da história da linguagem cinematográfica, com ênfase nas técnicas de montagem, que é um dos momentos onde cinema e literatura têm pontos de contato. Perfil dos principais movimentos que impulsionaram a linguagem cinematográfica, como o Expressionismo, o Neorrealismo e a Nouvelle Vague. Estudo das primeiras adaptações cinematográficas: Cinderela, e Viagem à Lua, ambas de Méliès.

Aula 2 | Estudos de casos interessantes de adaptações literárias. O poderoso chefão, uma adaptação extremamente fiel, mas que imprime uma dinâmica particular na transposição para imagens feitas por Francis Ford Coppola. A presença do escritor Mario Puzzo na elaboração do roteiro e a quase dispensa do roteiro na hora da filmagem. Estudo comparativo de outra adaptação feita por Coppola, Apocalipse Now, que seguiu caminho diametralmente oposto, sendo pouco fiel à narrativa original de No coração das trevas, de Joseph Conrad, ambientada na África colonial, mas permanecendo absolutamente fiel à sua ideia original, mesmo ambientando a narrativa na guerra do Vietnã.

Aula 3 | Estudo aprofundado da técnica de narrativa visual do diretor Alfred Hitchcock e sua influência nas adaptações literárias dos principais filmes do diretor. Casos onde a história original é mudada substancialmente resultando em filmes únicos, obras primas do cinema. Análise comparativa de trechos dos filmes e dos livros Um corpo que cai e Psicose.

Aula 4 | Estudo de casos onde o diretor utiliza elementos do próprio livro na criação de cenas e filmes originais e criativos, muitas vezes motivados por questões próprias. Blade Runner, de Riddley Scott, onde uma simples aventura policial futurista ganha uma dimensão filosófica nas telas; Tubarão, de Steven Spielberg, que elimina todas as implicações românticas e sexuais dos personagens, centralizando o foco na aventura e suspense, mas valorizado por uma genial transposição de imagens. Estudo de A marca da maldade, versão cinematográfica de Orson Welles para a obra de Whit Masterson, que direciona o olhar para questões particulares do diretor. A adaptação de Martin Scorsese do livro Os bons companheiros, onde a versão cinematográfica da obra de Nicholas Pileggi é rigorosamente fiel, mas uma simples alteração na ordem dos fatos muda completamente o foco da história.

Aula 5 | Balanço geral dos conceitos de adaptação literária. Análise comparativa de trechos de filmes e livros: Harry Potter e a câmara secreta, onde mesmo com a exigência contratual, por parte da autora J.K. Rowling, de total fidelidade à obra, foram necessárias mudanças em momentos onde boas soluções visuais tornavam as cenas mais interessantes, bem como momentos onde a transposição das palavras para imagens era impossível; Atire no pianista, uma transposição relativamente fiel, mas que faz mudanças localizadas em função do estilo de François Truffaut.

Aula 6 | A importância do ator na adaptação. Uma boa atuação pode dar vida eterna a personagens literários, bem como definir sua forma. Estudo de caso: a adaptação de Ponche de rum, do escritor Elmore Leonard, resulta numa obra muito interessante nas mãos do diretor Quentin Tarantino: Jackie Brow”, a única adaptação literária da carreira do diretor. Adaptação surpreendentemente fiel, mas com diferenças localizadas e com função narrativa.

Sobre o professor

Marcelo Lyra é formado em jornalismo pela PUC-SP em 1989 e cursou as disciplinas de montagem, crítica de cinema e de história da crítica na Escola de Comunicação e Artes da USP (ECA-USP). Passou por quase todas as editorias de jornais até chegar ao Caderno 2 do jornal O Estado de S. Paulo, em 1999, quando tornou-se repórter de cinema e, eventualmente, assinava a coluna de filmes na TV. Foi repórter do Jornal da Tarde e colaborador das seguintes publicações, sempre na área de cinema: Revista de Cinema, Revista Ver Vídeo, Jornal do Brasil, Revista do Memorial da América Latina, revista Bizz e jornal Valor Econômico, além de ministrar regularmente cursos sobre crítica de cinema, história do cinema, cinema brasileiro e outros, em instituições como o Museu da Imagem e do Som e o Espaço Itaú de Cinema. É autor do livro Cinema como razão de viver, publicado em 2003. Dá cursos de história do cinema, realiza regularmente curadorias de mostras de cinema, participou de inúmeras comissões de seleção de filmes para festivais e de júris de festivais, como o Festival de Brasília, do Ceará, Goiás, Porto Alegre, Santa Catarina, curtas de São Paulo e outros. Em 1993, foi vencedor do prêmio Abic de melhor reportagem.

  • Condições dos cursos MISadd

    → Cancelamento do curso ou mudança de datas 
    Se o número mínimo de inscritos não for alcançado ou por motivos de caso fortuito ou força maior, o curso poderá ser cancelado ou ter datas e horários alterados. Nesse caso, a equipe MIS entrará em contato com todos os inscritos (por e-mail) para passar as informações necessárias. 

     → Problemas técnicos
    Caso ocorra algum problema técnico que impeça a realização da aula, entraremos em contato com os alunos por e-mail informando a providência que será tomada em conjunto com o professor e a equipe do MIS.

     → Realização das aulas
    Todas as aulas dos cursos online são realizadas exclusivamente ao vivo, pela plataforma Zoom Cloud Meetings e não ficam gravadas. 

       → Cancelamento de matrícula 
    Para cancelar sua matrícula e pedir reembolso do valor pago, envie um email com sua solicitação no prazo máximo de até 07 (sete) dias antes do início do curso. Será devolvido 80% do valor pago.  

    Se o cancelamento da matrícula for efetuado após o prazo de 07 (sete) dias, não haverá devolução do valor pago, mas o participante poderá indicar outra pessoa para sua vaga, que gozará dos 100% já pagos.  

    → Certificado
    Para receber o certificado de participação, é necessário assistir a 75% das aulas ministradas. O certificado será enviado no prazo de até 10 dias úteis para o -email cadastrado no ato da matrícula. 

    Para eventuais dúvidas, escreva para: cursos@mis-sp.org.br

Galeria de Fotos

Assista #misemcasa