handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!

O programa Notas Contemporâneas, que registra depoimentos de importantes nomes do cenário musical brasileiro, convida o cantor e compositor Marcos Valle para a estreia da temporada 2019. A entrevista ao vivo, mediada por Cacá Machado, é acompanhada da Banda MIS com releituras de seus maiores hits.

O Notas Contemporâneas acontece no dia 13 de fevereiro, às 20h, no Auditório MIS (172 lugares). O ingresso gratuito deve ser retirado com 1h de antecedência na recepção do Museu.

SOBRE O ARTISTA

Marcos Valle é cantor, compositor e produtor musical. Um dos maiores autores da MPB escreveu mais de 500 canções que foram gravadas por artistas como Jay Z, Sarah Vaugahn, Dizzy Gillespie, Dave Brubeck, Astrud Gilberto, Sergio Mendes.

Considerado como um dos integrantes da segunda geração da bossa nova, iniciou sua carreira artística em 1961 integrando um trio, juntamente com Edu Lobo e Dori Caymmi. Nessa época, começou a compor suas primeiras músicas em parceria com o irmão Paulo Sérgio Valle.

Na década de 1960, Marcos foi para os EUA começar o que seria uma trajetória de sucesso. “Samba de verão”, depois de alcançar o primeiro lugar na parada de sucesso nos EUA, foi regravada por artistas americanos mais de 80 vezes. "Samba '68" lançado pelo lendário selo Verve, contém alguns de seus maiores sucessos vertidos para o inglês, com arranjos de Eumir Deodato e participação de grandes músicos norte-americanos.

Em 1995, Marcos recebeu o título de "Homem do Momento", conferido pela revista inglesa "Straight no Chaser". A partir desse ano, seus discos "The essential Marcos Valle", "The essential Marcos Valle 2", "Previsão do tempo", "O compositor e o cantor" e "Vontade de rever você" começaram a ser lançados nos mercados europeu e japonês.

Ao longo dos seus 50 anos de carreira Marcos acumulou prêmios, parcerias e fãs não só no Brasil como na Europa, Japão e EUA.

SOBRE O MEDIADOR

Cacá Machado é músico e historiador, professor de história da música da Unicamp. Autor dos CDs/LPs “eslavosamba” (2013) e “Sibilina” (2018) e dos livros “O enigma do homem célebre: ambição e vocação de Ernesto Nazareth” (IMS, 2007), “Tom Jobim” (Publifolha, 2008) e “Todo Nazareth - Obras completas” (Água-forte, 2011). Foi diretor do Centro de Música da Funarte (2008/2010) e do Auditório Ibirapuera (2011). Doutor em Literatura Brasileira (2007) com pós-doutorado em História Social (2014) pela USP. Compõe trilhas sonoras para dança (“Um jeito de corpo”, Balé da Cidade de São Paulo, 2018); cinema (A comédia divina, Globo filmes, 2017) e teatro (Oréstia, 2010), entre outras. Foi curador de exposições sobre Machado de Assis (2008) e Oswald de Andrade (2011) no Museu da Lingua Portuguesa de São Paulo, entre outras.

SOBRE O NOTAS CONTEMPORÂNEAS

O projeto mensal registra depoimentos de compositores e intérpretes icônicos da música popular brasileira. O programa se divide em duas etapas: a primeira é composta por um longo depoimento realizado em estúdio, que passa a integrar o acervo do MIS; a segunda é ao vivo no palco do auditório do museu, com a Banda MIS que faz releituras inéditas e exclusivas dos maiores sucessos do homenageado.

Galeria de Fotos