handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!

O MIS recebe em seu auditório a estreia do documentário “Loading… nossos primeiros jogos de computador”, que revisita as origens e peculiaridades dos games criados para rodar nos primeiros microcomputadores de uso doméstico, que começaram a se popularizar no início da década de 1980. O filme mostra a evolução dos jogos nas linhas de computadores que fizeram mais sucesso no Brasil, cobrindo até o início dos anos 1990. Após a exibição, acontece um bate-papo com os diretores e convidados especiais, trazidos diretamente das entrevistas do filme para a interação com o público do MIS. Participam Marcus Garrett, idealizador, diretor e roteirista; Carlos Bighetti, diretor e roteirista; Everaldo Lima, autodidata em eletrônica e programação; Renato Degiovani, designer gráfico e desenvolvedor de games; Zé Schiavoni, jornalista de tecnologia e informática; Ademir Carchano, produtor de hardware e criador de software; e Filipe Veiga, programador e sócio da Bitnamic Software. 

Sobre o filme 

Loading… nossos primeiros jogos de computador 
(dir. Carlos Bighetti e Marcus Garrett, Brasil, 2022, 120 min, livre) 
O documentário apresenta as histórias de alguns programadores dos primeiros games brasileiros e suas criações. Se a capacidade de armazenamento e processamento das máquinas era minúscula, sobrava talento e força de vontade. Mas essa é apenas uma faceta do filme, que está recheado com depoimentos de mais de vinte protagonistas e testemunhas desse importante capítulo do desenvolvimento da informática no Brasil. O documentário tem como pano de fundo o próprio avanço dos computadores e a consequente evolução dos jogos, seja em termos de gráfico, cor, som, enredo, desafio e jogabilidade. A experiência da viagem aos anos 1980 é complementada por despretensiosas reconstituições de época em que o espectador vai se lembrar de momentos semelhantes vivenciados por ele mesmo! O filme tem várias referências e homenagens a ícones culturais dessa década. Será que você vai identificar todas elas? 

Sobre os convidados 

Marcus Garrett – idealizador do filme, diretor e roteirista 
O pesquisador Marcus Garrett é bacharel em Comunicação Social pela Universidade Metodista, de São Bernardo do Campo, e tem como objeto de estudo a pesquisa da chegada dos jogos eletrônicos ao Brasil, trabalho que realiza desde 2004. É coeditor de três revistas (Jogos 80, Espectro e Micro Sistemas) e autor de sete livros sobre a temática do retrogaming, que é como os entusiastas definem o ato de jogar, colecionar e celebrar a cultura dos jogos eletrônicos antigos. Garrett escreve artigos, ensaios e reviews para veículos e sites como OLD!Gamer, Kapoow!, WarpZone e A Tribuna, de Santos. É produtor e diretor do documentário “1983: o ano dos videogames no Brasil”, lançado no MIS em 2017. 

Carlos Bighetti – diretor e roteirista  
O jornalista, relações públicas e youtuber Carlos Bighetti é bacharel em Comunicação Social pela Faculdade Cásper Líbero, de São Paulo. Já atuou como produtor, editor e repórter no telejornalismo diário, em canais como TV Cultura, SBT, Globo, Record, Rede TV! e TV Gazeta. Mais recentemente, em 2021, atuou na produção e reportagem de documentários para a CCTV, China Central Television, pela DOC.Films. Contribuiu como pesquisador na série “Último pouso”, da TV Cultura, sobre as companhias aéreas da belle époque da aviação comercial brasileira. Desde 2018, mantém o Canal Flashback no YouTube, espaço em que trata de temas vintage, retrô, ícones da cultura pop e História. Atualmente, atende a conta da United Airlines na agência Weber Shandwick. 

Everaldo Lima – autodidata em eletrônica e programação 
Na década de 1980, trabalhou como projetista no laboratório da revista Nova Eletrônica e no departamento de engenharia da Prológica Microcontroladores, empresa pioneira na fabricação de computadores no Brasil. Trabalhou na Itautec, braço de informática do banco Itaú. Atualmente, desenvolve projetos para automação industrial, indústria 4.0 e simuladores de voo. 

Renato Degiovani – designer gráfico e desenvolvedor de games 
É um dos grandes pioneiros no que diz respeito aos jogos brasileiros para microcomputadores domésticos, criador do clássico Amazônia. Produziu diversos outros títulos, como Aeroporto 83, Serra Pelada e Angra-I. Foi diretor e editor da lendária revista de informática Microssistemas. Renato pode ser considerado o “pai” dos games brasileiros de computador. 

Zé Schiavoni – jornalista de tecnologia e informática 
É um dos primeiros jornalistas que escreveram sobre videogames e microcomputadores nos anos 1980, quando tudo ainda era novidade. Atuou nas revistas Micro & Video, Programação e MSX Micro, e no jornal Folha de S.Paulo. Trazia as últimas notícias sobre tecnologia e fazia reviews de jogos e produtos. É um dos grandes pioneiros do jornalismo de tecnologia no Brasil. Hoje, é CEO da agência de comunicação Weber Shandwick no Brasil. 

Ademir Carchano – produtor de hardware e criador de software 
Projetou e fabricou hardware inédito no Brasil, como o cartucho MegaRAM e os kits de transformação 2.0 para os computadores MSX nacionais, em especial o Expert, da Gradiente. Atuou na Ritas do Brasil, no projeto do micro Ringo R-470. Nessa empresa, ainda criou e programou o jogo Disco Laser para rodar no Ringo. Ademir segue na ativa: produz hardware para os aficionados até hoje. 

Filipe Veiga – programador e sócio da Bitnamic Software 
O português Filipe Veiga é programador, engenheiro informático e criador de jogos. Após ganhar seu primeiro microcomputador, um ZX Spectrum 48 Kb, apaixonou-se pelo mundo da computação. É coeditor da revista luso-brasileira Espectro e cofundador da Bitnamic Software, ao lado do amigo Marcus Garrett. É colaborador do blog Planeta Sinclair, o maior em língua portuguesa sobre o tema. 

Galeria de Fotos

Governo do Estado de SP